HOME

 

 

 

  

 

Snoopy e Charlie Brown

(O melhor desenho de todos os tempos)

 

 

Snoopy aparece pela primeira vez numa tira de 4 de Outubro de 1950. Schulz originalmente ia chamar o cão de "Sniffy", até que descobriu que esse nome já era usado noutra banda desenhada (tirinha). Snoopy foi durante dois anos uma figura silenciosa, agindo como um cão real (caminhava sobre as quatro patas), mas, em 19 de Outubro de 1952, ele verbalizou os seus pensamentos aos leitores pela primeira vez através de balões; Snoopy tinha também a capacidade de entender tudo o que as restantes personagens dos Peanuts, com quem interagia, diziam. Schulz, após esta data, passou a incluir essas características na sua banda desenhada. Snoopy é um cão extrovertido com complexo de Walter Mitty, com muitas virtudes. A maior parte delas não são reais, mas sonhos que fazem parte do seu mundo de fantasia, que aparecem quando Snoopy dorme no telhado da sua casota. Muitos dos momentos memoráveis dos "Peanuts" ocorreram durante esses sonhos nos quais ele era um escritor: o seu eterno abrir da mala onde está a máquina de escrever. "Estava uma escura e tempestuosa noite..." foi tirado de uma história de Edward George Bulwer-Lytton escrita em 1830 chamada Paul Clifford. O contraste entre a existência de Snoopy no mundo dos sonhos e de Charlie Brown no mundo real é o centro do humor e da filosofia de Peanuts (ver ex: Título de um livro: "A vida é um sonho, Charlie Brown"). Schulz, numa entrevista em 1997.

 

 

  

 

Um dos primeiros desenvolvimentos do personagem de Snoopy foi a sua tendência para dormir no telhado da sua casa, em vez de dentro dela. Depois, Snoopy passou a andar apenas com duas pernas como um humano. Isso rapidamente se tornou tão comum que quase não se notou quando Snoopy começou a revelar uma variedade de alter egos, a personalidade mais notável é a do piloto da Primeira Guerra Mundial. Para compor esta faceta, ele põe os seus óculos de aviador, o seu capacete e voa no seu Sopwith Camel (na verdade, a sua casota), lutando contra o Barão Vermelho (que aparece indirectamente representado pelas balas que atingem a sua casota).

Snoopy também se torna "Joe Cool" quando põe os óculos de sol e se encosta na parede sem fazer nada. Ele tem também uma personalidade em que é um escritor famoso (que na realidade chegou a publicar uma vez, numa história de Outubro de 1995, na qual uma cópia da sua obra sem nome foi escrita, mas resultou num fracasso de vendas), um advogado (que uma vez defendeu Peter Rabbit), um jogador de hóckei no gelo, um patinador olímpico (patinando com Sonja Henie), o "Beagle Solitário" (o primeiro cão a voar sozinho sobre o Atlântico) e também o primeiro astronauta a chegar à Lua.

Fora do seu mundo de fantasia, ele é o shortstop na pequena equipe de baseball do Charlie Brown (e também o melhor jogador, quase batendo o recorde de Babe Ruth de 714 home runs antes de Hank Aaron), e até tinha um Van Gogh, mais tarde substituido por um Andrew Wyeth depois de a sua primeira casa ter incendiado. Snoopy é também um "escoteiro beagle" (Beagle Scout), a versão dos "Peanuts" do "Eagle Scout" e é o líder de uma tropa que é constituida pelo Woodstock e por outros pássaros seus amigos. Este tema aparece ao longo de toda a banda desenhada. Outras personalidades que Snoopy apresenta são: o "Flashbeagle", o "Vulture", e o "Legionário estrangeiro".

 

 

A exceção do seu dono, Charlie Brown, o melhor amigo de Snoopy é o pequeno pássaro amarelo Woodstock, que apenas "fala" em marcas da apóstrofe. O seu arquinimigo (além do Red Baron) é o invisivel "Gato estúpido da porta ao lado" (também chamado "Terceira guerra mundial"). Durante uma série das séries diárias, Snoopy antagonizou o gato a cada dia, e a pata do gato fazia movimentos gigantes que dizimavam a casota recém-construida de Snoopy numa extensão maior que no dia anterior. De facto, o Snoopy não gostava de gatos em geral, comentando que eles eram "as ervas daninhas no relvado da vida" ("the crab grass on the lawn of life") e ficando ofendido com a expressão "gatos e cães", insistindo que a expressão correta deve ser "cães e gatos".

Charlie Brown é o dono do Snoopy (embora este pareça ser um cão perdido que Charlie Brown e os seus amigos adotaram, ou vice-versa), mas a relação entre eles não era como mestre e servo. O tormento de Charlie Brown, Lucy, uma vez exigiu saber quando é que ele levaria Snoopy a aulas de adestramento. Snoopy pergunta-se até que ponto Charlie Brown faria tudo o que ele quisesse.

Por um tempo, em 1977, Snoopy ficou prometido a uma cadela que nunca apareceu, que ele conheceu enquanto guardava a casa da Peppermint Patty. Mas, ela fugiu com o irmão do Snoopy, o Spike, e mais tarde viu-se a sua chegada ao deserto do Spike. Esta história foi adaptada à animação com o nome: "O Snoopy vai casar, Charlie Brown" (Snoopy's Getting Married, Charlie Brown).

Snoopy odeia doces de coco e bolachas, tem claustrofobia, e tem um medo mortal dos pedaços de gelo que balançam em cima da sua casa, que é muito maior por dentro do que o que parece por fora (o sotão é suficientemente grande para ter uma piscina, os quadros mencionados acima e uma TV).

Snoopy é bilingue, pois compreende um pouco de francês. A sua comida de cão chama-se "para cães que voaram na primeira guerra mundial e compreendem um pouco de francês". Ele fracassou no seu curso de geometria, que era sua desculpa para não poder seguir o curso de golfe.

Snoopy tem também a sua própria dança, que se chama a Dança do Snoopy (Snoopy dance).

Com um Sucesso enorme, seria inevitável o lançamento da série de desenhos do snoopy! Segue abaixo uma Lista com todos os Episódios da Série produzidos:

"Peanuts":

01. Charlie Brown Christmas - O Natal de Charlie Brown 02. Charlie Brown's All-Stars - Todas as Estrelas de Charlie Brown 03. It's the Great Pumpkin, Charlie Brown - É a Grande Abóbora, Charlie Brown 04. You're In Love, Charlie Brown - Você está apaixonado, Charlie Brown 05. He's Your Dog, Charlie Brown - O Cachorro é seu, Charlie Brown 06. It Was a Short Summer, Charlie Brown - Foi um Rápido Verão, Charlie Brown 07. Play it Again, Charlie Brown - Toque de Novo, Charlie Brown 08. You're Not Elected, Charlie Brown - Você não Foi Eleito, Charlie Brown 09. There's No Time for Love, Charlie Brown - Não Há Tempo para Amar, Charlie Brown 10. A Charlie Brown Thanksgiving - Dia de Graça 11. It's a Mystery, Charlie Brown - É um mistério, Charlie Brown 12. It's the Easter Beagle, Charlie Brown - É o Beagle da Páscoa, Charlie Brown 13. Be My Valentine, Charlie Brown - Seja meu Namorado, Charlie Brown 14. You're a Good Sport, Charlie Brown - Você é um Bom Jogador, Charlie Brown 15. It's Arbor Day, Charlie Brown - É o Dia da Árvore, Charlie Brown 16. It's Your First Kiss, Charlie Brown - É seu Primeiro Beijo, Charlie Brown 17. What a Nightmare, Charlie Brown - Que Pesadelo, Charlie Brown 18. You're the Greatest, Charlie Brown - Você é o Maior, Charlie Brown 19. She's a Good Skate, Charlie Brown - Que Patinadora, Charlie Brown 20. Life is a Circus, Charlie Brown - A Vida é um Circo 21. It's Magic, Charlie Brown - É Mágica, Charlie Brown 22. Someday You'll Find Her, Charlie Brown - Um dia Você irá Encontrá-la, Charlie Brown 23. A Charlie Brown Celebration - Felicidade é... 24. Is This Goodbye, Charlie Brown? - Adeus, Charlie Brown 25. It's an Adventure, Charlie Brown - É uma Aventura, Charlie Brown 26. What Have We Learned, Charlie Brown? 27. It's Flashbeagle, Charlie Brown - O Snoopy é Um Sucesso, Charlie Brown 28. Snoopy's Getting Married, Charlie Brown - O Casamento de Snoopy 29. You're A Good Man, Charlie Brown 30. Happy New Year, Charlie Brown - Feliz Ano Novo, Charlie Brown 31. Snoopy: The Musical 32. It's the Girl in the Red Truck, Charlie Brown 33. Why, Charlie Brown, Why? - Porque, Charlie Brown, Porque? 34. Snoopy's Reunion - Reunião de Família 35. It's Spring Training, Charlie Brown - Vamos Treinar, Charlie Brown! 36. It's Christmastime Again, Charlie Brown - É Natal de Novo, Charlie Brown 37. You're In the Superbowl, Charlie Brown 38. A Charlie Brown Valentine 39. Charlie Brown's Christmas Tales 40. Lucy Must Be Traded, Charlie Brown 41. I Want a Dog For Christmas, Charlie Brown 42. He's a Bully, Charlie Brown

"The Charlie Brown and Snoopy Show"

Primeira Temporada

01. Snoopy's Cat Fight – Bola pra Frente, Charlie Brown 02. Snoopy: Team Manager – Cadê meu Cobertor? 03. Linus And Lucy – Bola de Neve 04. Lucy vs. The World 05. Linus' Security Blanket – Uma Lição de Alegria 06. Snoopy: Man's Best Friend - Snoopy, O Melhor Amigo do Homem 07. Snoopy The Psychiatrist 08. You Can't Win, Charlie Brown – A Vitória 09. The Lost Ballpark – O Campo Perdido 10. Snoopy's Football Career 11. Chaos In The Classroom 12. It's That Team Spirit, Charlie Brown 13. Lucy Loves Schroeder – Lucy ama Schroeder

Segunda Temporada

01. Snoopy And The Giant – Snoopy e o Gigante 02. Snoopy's Brother, Spike - Spike 03. Snoopy's Robot – O Robô do Snoopy 04. Peppermint Patty's School Days – Dias de escola 05. Sally's Sweet Babboo – Meu queridinho

 

A seguir, algumas informações adicionais:

 

Criado em 1947, por Charlie Schulz, Peanuts nome original de Snoopy, mostra a turma do Charlie Brown e de seu cachorro Snoopy.

Charlie Brown também, conhecido como Minduim, que sempre pronunciava um "mas que puxa" é o protagonista do desenho vivendo fatos comuns a maioria dos garotos e garotas junto com a sua turma.

Possui um amor platônico pela "garotinha ruiva" vive a suspirar por ela, porém não declara seu amor. O interessante do personagem Charlie Brown é justamente este traço de personalidade, ou seja, ele é um romântico acredita que é amado e que pode amar, mesmo não sendo correspondido sonha. As situações problemas giram em torno dele. Tudo é difícil para Minduim. Daí o grande sucesso do desenho pela identificação com este personagem mesmo não sendo cômico. Apesar de ser imediato o carisma de Snoopy que ao contrário de seu dono é decidido e age como um ser humano afinal ele é um cão da raça Beagle, é no garoto que nos identificamos nos seus medos e frustrações tão comuns.


Toda a turma de Charlie Brown possui personalidades marcantes. Seu melhor amigo Linus andava com um cobertor azul para todos os lados não largando por nada, Lucy irmã de Linus sempre procurava meios de deixar Charlie em situações bastante embaraçosas, e também era mandona e apaixonada por Schroeder o pianista que tocava Beethoven, Patty Pimentinha que inúmeras vezes demonstra seu amor por Charlie Brown tem um jeito moleque. Marcie a melhor amiga de Patty sempre usava a palavra "meu" para chamá-la, Sally irmã de Charlie era apaixonada por Linus e por fim o passarinho amarelo chamado Woodstock. Há a Professora uma personagem um tanto que misteriosa na qual pronuncia palavras totalmente ilegíveis que só a turma entendia e Charlie sempre finalizava em com um "sim sora".

Curiosidades

- È totalmente absurda a quantidade de coisas que cabia na casinha do Snoopy;

- O autor Charlie Schulz pensou em batizá-lo de "Snuffy" e não Snoopy;

- O personagem Charlie Brown existiu. Era um funcionário de uma escola de desenho na qual Schulz trabalhou na década de 1940 e Linus era um professor da mesma;

- Charlie Brown, Snoopy e sua turma têm 355 milhões de tiras impressas em 2600 jornais de todo o mundo (traduzidas para 26 idiomas);

- Pelo canal pago Nickelodeon, nos Estados Unidos cerca de 6,6 milhões de crianças assistem Snoopy;

- Peanuts foi traduzido pelo cartunista Ziraldo como "Minduim";

- Tornou-se peça de teatro na Broadway " You are a Good Man, Charlie Brown" ganhado dois prêmios Tony;

- Snoopy pisou até na Lua! Em 1969, os astronautas levaram na cápsula um desenho da turma de Charlie Brown.


Personagens
Charlie Brown: Protagonista principal do desenho dono do snoopy.




Snoopy: o cachorro do Charlie Brown, um beagle muito estiloso que tem uns costumes esquisitos.




Linus: melhor amigo de Charlie Brown, onde ele tem um cobertor azul inseparavel e acredita na Grande Abóbora.




Patty Pimentinha: menina moleque, que tem um grande amor por Charlie Brown




Lucy: irmã mais velha de Linus, adora implicar com Charlie Brown e é apaixonada por Schroeder.




Schroeder: Pianista que passa a maior parte do tempo tocando o seu piano.




Sally: irmã mais nova de Charlie Brown que é apaixonada por Linus.




Woodstock: Passarinho que é o amigo inseparável do Snoopy, sempre quando pode Snoopy ajuda o Woodstock de alguma forma.

 

Desenhista de Snoopy morre aos 91 anos nos EUA
Publicidade
da Associated Press, em Santa Monica (Califórnia, EUA)

O desenhista do personagem Snoopy, Bill Melendez, morreu de causas naturais nesta terça-feira aos 91 anos no Centro de Saúde St. John em Santa Monica, no Estado americano da Califórnia.

Melendez foi desenhista profissional de animações por quase sete décadas. Ele começou em 1938 nos estúdios Walt Disney Studios e trabalhou com desenhos de Mickey Mouse e clássicos animados como "Pinóquio" e "Fantasia".

02.set.08/Nick Ut/AP

Desenhista Bill Melendez no estúdio Sherman Oaks em Los Angeles, nos EUA; amizade com criador de Snoopy o levou a animar série
O desenhista também foi nos Estados Unidos a voz de Snoopy, que nunca dizia palavras inteligíveis, mas expressava sons.

Melendez nasceu em 1916 em Hermosillo, no Estado mexicano de Sonora. Ele se mudou com a família para o Arizona em 1928 e depois para Los Angeles em 1930.

Ele conheceu o criador de Snoopy, Charles M. Schulz, em 1959 durante uma campanha publicitária. Ambos ficaram amigos e Schulz, que já havia inventado os personagens, autorizou somente a Melendez fazer as animações da turma de Snoopy.

Melendez deixa a mulher, Helen, os filhos Steven Meledenz e Rodrigo Melendez, seis netos e 11 bisnetos.

Personagens Principais : Charlie Brown, Sally, Linus, Lucy,Schroeder, Patty Pimentinha, Marcie, Snoopy, Woodstock,

Sinopse:
Uma turma de garotos e garotas, cada um com uma personalidade bem marcante vivendo seu dia dia e aprendendo a lidar com os problemas da vida.

Os protagonistas desse desenho são o garoto Charlie Brown (Minduim para os íntimos) e seu genioso Beagle, o cachorro Snoopy. Parece que para Charlie Brown as coisas sempre eram mais difíceis, enquanto seu cachorro fazia questão de se exibir fazendo mil peripécias e agindo como um ser humano.

Quem não se lembra do Linus, o melhor amigo do Charlie Brown, que não largava seu cobertor azul por nada, ou que tal a irmã do Linus, a Lucy, sempre mandona, implicante e pronta a humilhar o pobre Minduim. Isso para não falar dos demais personagens, tais como o Schroeder que estava sempre a tocar seu piano e adorava Beethoven, ou a Patty Pimentinha que tinha um jeito de menino mas tinha uma queda pelo Charlie Brown e sua fiel amiga Marcie que sempre a chamava por "Meu", ou a Sally, irmã do Charlie Brown que era perdidamente apaixonada pelo Linus ou até mesmo aquele passarinho amarelo que estava sempre junto ao Snoopy, o Woodstock !

Snoopy, Charlie Brown e Charles Schulz
October 22nd, 2007 · · 23 Comentários
Olá, você acaba de chegar via www.google.com.br em busca de charlie brown snoopy. Bem-vindo. O post que procura está aí abaixo. Aqui vão alguns outros que talvez possam interessar. -- Pedro Doria.

Snoopy, Charlie Brown e Charles Schulz
Igreja Anglicana pede perdão a Darwin
Novos banners
O flerte francês com o anti-semitismo
Briga entre hereges
Schulz and Peanuts é o nome da biografia assinada por David Michaelis de Charles Schulz, o criador de Charlie Brown, Snoopy, Woodstock e seus parceiros. Na New Yorker, John Updike escreve a resenha:

Michaelis conseguiu permissão para reproduzir 240 das 17.897 tiras publicadas para ilustrar como, tão freqüentemente, elas citavam a vida de Schulz. A insegurança de Charlie Brown, suas ansiedades, seus jogos de baseball, seu bai barbeiro, tudo é um retorno à cidade natal do autor, St. Paul. Snoopy é lembra muito um cãozinho particularmente esperto que Schulz teve criança, Spike. Quando Dana, sua mãe, estava morrendo, ela sugeriu que se um dia viessem a ter outro cachorro, deveriam batizá-lo Snoopy – snupi, em norueguês, quer dizer afeto. As fantasias do beagle, que se vê na Legião Estrangeira ou como um piloto da Primeira Guerra são baseadas nos filmes de ação dos anos 30 que Schulz assistia quando menino no cinema da cidade. Já adulto, seu caso com Tracey Claudius deixou marcas profundas na tira. Snoopy datilografando no telhado de sua casinha de cachorro parodia as cartas de amor que o próprio Schulz escrevia diligentemente. Em uma delas, escreveu, ‘Cabelos negros e o nariz, perfeito. Mãos macias às vezes frias, outras vezes quentes’. Snoopy, deitado em seu telhado, pensa ‘Ela tinha as patas macias… *sigh*.’ Quando sua mulher descobriu seus telefonemas às escondidas, o flagrante também apareceu nas tiras, como apareceu a receita de Schulz para argumentar perante o juiz de divórcios. Snoopy, Michaelis demonstra, é um adulto com vida sexual ativa e posses típicas de um adulto. Ele tem uma mesa de sinuca, um som e um van Gogh, tudo de alguma forma encaixado dentro da casinha. Há episódios que o envolvem e que refletem a psicodelia dos anos 60 e que, em geral, são livres da melancolia típica da população infantil da tira.

 

Ontem, lendo o hilariante post do Alex Castro sobre sua experiência como redator anônimo de perfis de Orkut, lembrei de mais um caso de "empréstimo de textos": uma comunidade intitulada "A Garotinha Ruiva" que usa excertos de um de meus posts prediletos, publicado originalmente em junho de 2004. Outras comunidades, como "Estou Esperando Ansiosamente", também o citam.

Aproveito a ocasião, pois, para republicar meu texto e resgatar do YouTube dois dos vídeos mais bacanas de Snoopy. Um deles mostra uma cena que jamais aconteceu nos quadrinhos desenhados por Charles Schulz: o dia em que Charlie Brown beijou a garotinha ruiva. O outro, já conhecido pelos leitores mais fiéis deste blog, flagra um momento em que Minduim, segundo seu amigo Linus, faz papel de bobo por causa da sua musa. Que puxa! Quem, na condição de apaixonado, nunca vestiu essa carapuça?

* * * * *


De todas as criações de Charles M. Schulz, nenhuma me foi tão marcante quanto a garotinha ruiva, símbolo-mor de todos os amores idílicos e nunca concretizados.

Pobre Charlie Brown. Todos nós sentimos compaixão por ele, porque ele simboliza todas as nossas frustrações, inseguranças e fracassos na vida. O que dizer de alguém que não recebeu um cartão sequer no Dia dos Namorados, jamais conseguiu fazer voar uma pipa porque todas enganchavam em alguma árvore, nunca ganhou um jogo de beisebol (e nem chutar as bolas seguradas pela Lucy) e, principalmente, jamais teve coragem para falar com a garotinha ruiva e confessar o seu amor?

Questiona Charlie em uma das tiras dos Peanuts: "mas o amor não existe para fazer a gente feliz?" Nem sempre, Minduim, nem sempre. Que o digam as angústias caladas, os sentimentos represados, as inseguranças que atormentam uma pessoa enredada pelo vórtice da paixão. Tal como na Quadrilha de Drummond, os personagens de Schulz sofrem com amores não-correspondidos. Sally ama Linus que ama sua professora; Lucy ama Schroeder que ama Beethoven; Patty Pimentinha ama Charlie Brown que ama a garotinha ruiva. E, assim como Linus aguarda em vão pela chegada da Grande Abóbora (nos mesmos moldes da espera de Estragon e Wladimir por Godot), a turma do Snoopy ama infrutiferamente. Nós, que somos leitores e espectadores voyeurs da obra de Schulz, rimos com suas histórias. E no entanto esse sorriso é banhado por melancolia, porque todos nós já tivemos um momento Charlie Brown em algum instante de nossas vidas.

Quem acompanhou as histórias de Snoopy e sua turma através dos desenhos exibidos todo domingo à noite no SBT pode me questionar: ué, mas Charlie não chegou a beijar a garotinha ruiva uma vez? Sim: foi no especial para a TV "It's Your First Kiss, Charlie Brown", produzido em 1977. Contudo, vale a pena ressaltar que ela jamais foi mostrada em uma tira sequer (a não ser por meio de menções feitas por outros personagens), e que sua aparição no desenho animado foi realizada à revelia de Schulz. A propósito, os produtores do programa deram até mesmo um nome para a garotinha ruiva: Heather.


Para os puristas (incluo-me entre eles), essa aparição é apócrifa e completamente oposta ao espírito original da personagem. Afinal de contas, como nomear ou dar face ao Mistério? Porque a garotinha ruiva nada mais é do que a metáfora daquele amor idílico que perseguimos na juventude: aquele amor que jamais terá rugas ou saldo negativo no banco, que nunca pendurará calcinhas no chuveiro ou esquecerá de levantar a tampa do vaso sanitário, e que permanecerá para sempre imaculado e perfeito em nossos sonhos platônicos.

* * * * *

P.S. 1: "Snoopy, Eu te Amo - O Amor em Forma de Tirinhas Apaixonadas" é uma antologia das tiras sobre o amor (e suas incertezas) de Charles Schulz, artista que, de 1950 a 2000, criou cerca de 17 mil tiras, todas elas escritas, desenhadas e arte-finalizadas por ele mesmo. A propósito, vale a pena transcrever uma declaração que Schulz fez sobre o tema do livro: "There's something funny about unrequited love - I suppose it's because we can all identify with it. We've all been turned down by someone we love, and it's probably the most bitter blow in life".

Desenho Animado: episódio do Snoopy e Charlie Brown

Animando gerações e mais gerações desde a época de 50, esse cachorrinho apronta de tudo. Charmoso, de personalidade forte, o Snoopy ganhou meu coração desde o primeiro dia em que o vi na TV. Ele e o também famigerado Charlie Brown são muito queridos pelos fãns em todo o mundo!


Exatamente por isso, lhes apresento hoje um episódio do desenho animado muito divertido desse cachorrinho que dorme em cima de uma casinha e tem sonhos para lá de mirabolantes!

 

 

 

 

 

  

 

  

  

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
Compare Produtos, Lojas e Preços

 

 

    

 MaCamp. Todos os direitos reservados.
Comentários e Sugestões   -   Este site